segunda-feira, 7 de junho de 2010

Wangari Maathai


Wangari Maathai é uma heroína. Bióloga, doutorada, a primeira mulher a obter um doutoramento na África Central/Ocidental, queniana, professora universitária e activista.
Em 1977, implementa o movimento Green Belt, "Cintura Verde", que incentiva a plantação de árvores com o objectivo não só da conservação da natureza mas também da redução da pobreza das mulheres e das suas famílias. Através do seu trabalho, directa e indirectamente, foram já plantadas dezenas de milhões de árvores.
Em 2004, Wangari Maathai recebe o prémio Nobel da Paz pelo seu trabalho na defesa da democracia, dos direitos humanos e da conservação da natureza.
A plantação de árvores providencia alimento, abrigo, combustível, melhora os solos e o regime hídrico das bacias hidrográficas, cria emprego e providencia rendimento. As "mulheres ganham um certo grau de poder sobre as suas vidas, especialmente sobre a sua posição económica e social, assim como relevância na família", financiando a educação das crianças, por exemplo.
Wangari Maathai refere que "é necessário galvanizar a sociedade civil e os movimentos populares para catalisar a mudança (...) a sociedade civil deverá não só abraçar os seus direitos mas também as suas responsabilidades. (...) A extrema desigualdade global e os padrões de consumo vigentes continuam à custa do ambiente e da coexistência pacifica. A escolha é vossa."
A escolha é nossa de fazer parte da solução. Plante uma árvore também!

Fontes:

Sem comentários:

Enviar um comentário